Offline
Sumiço forjado, oral e desmaio no palco: as polêmicas de MC Pipokinha A cantora, conhecida como "Rainha da putaria"
29/08/2023 11:48 em Música

   MC Pipokinha, 24, perdeu dois de seus principais bailarinos, que deixaram a equipe e justificaram a saída devido ao tratamento recebido por ela.

O nosso psicológico não estava mais aguentando. Palavras que ela usou na frente de toda equipe dela, convidados, em um camarim. Ela falou: 'A minha equipe é um lixo. Ninguém da minha equipe faz. Como consequência da forma que ela nos tratou, nós tivemos que sair de uma forma precipitada. Não saímos de uma forma amigável por conta do jeito que ela nos tratou.disse o bailarino Wesley Ferreira

A cantora, conhecida como "Rainha da putaria", poderia ser conhecida também como "rainha das polêmicas", confira:

Sumiço forjado

Em maio, Jonas Kaik, (agora ex) bailarino de Pipokinha, anunciou que ela estava desaparecida depois de entrar no carro de um homem. Horas depois, porém, o mesmo dançarino afirmou que se tratava de um marketing para o novo clipe da cantora.

 

Na ocasião, Pipokinha disse que estava incomunicável porque estava em um avião. "Saí para ficar com um boy, precisava transar. Tô de cirurgia no peito, tô há mó cota sem dar. Fui ficar com o cara e desliguei o celular, porque toda hora ficam me mandando mensagem".

Bumbum no avião

Também em maio, ela chamou atenção ao abaixar a calça em uma cabine de avião. A funkeira aparece ao lado do piloto, que pede para ela "não mostrar" o bumbum. "Não mostrei, tô de shorts. Achou que eu tava pelada, né?", questiona a cantora.

Em contato com Splasha Gol informou que oferece visitas supervisionadas à cabine mediante aval do comandante da aeronave. Eles, porém, alegaram não tem como prever ações como a de MC Pipokinha.

Shows cancelados

Em março, pelo menos sete shows da cantora foram cancelados após ela debochar do salário de professores.

Pipokinha fez o comentário ao aconselhar uma fã que disse ter brigado com uma professora

para defendê-la.

 

Coitada, deixa ela. Meu baile tá R$ 70 mil, 30 minutinhos em cima do palco eu ganho R$ 70 mil. Ela não ganha nem R$ 5 mil para ser professora às vezes. Tem que estudar muito.

A funkeira pediu desculpas. "Eu estava sofrendo muitos ataques que não chegaram à mídia e, no calor da emoção, acabei falando aquilo mesmo. Mas em nenhum momento quis ofender os professores."

Sexo oral em show

Um vídeo da cantora recebendo sexo oral de uma espectadora durante uma apresentação viralizou nas redes sociais em março deste ano.

A cena dividiu opiniões. Teve quem criticou Pipokinha por "passar dos limites" com a apresentação explícita, enquanto outros defenderam que esse conteúdo é comum no tipo de apresentação que a MC costuma fazer.

Acidente no palco

 

Em janeiro, uma mulher desmaiou após levar um chute no rosto durante uma apresentação da MC, famosa por suas coreografias sexuais.

O dançarino Jonas Kaik disse que a fã foi socorrida imediatamente e ficou bem. "O pessoal da produção de imediato já foi e pegou ela. Ela levantou de boa, desceu, a gente deixou ela com o pessoal da casa, da emergência".

Fala sobre assédio

Pipokinha minimizou o assédio sexual que sofreu durante um show e disse que esse tipo de comportamento "é a coisa mais normal que existe".

Assédio todo mundo sofre. Isso é a coisa mais normal que existe. Agora vai saber de você se defender. [...] Se você não sabe se defender, evita, não use roupa curta. Se não sabe lidar com o assédio, se você não tem boca e não tem peito para bater de frente com o cara e falar 'não é não', se vai ficar com medo quando ele mexer com você, não use roupa curta.

Clipe retirado do ar por denúncia de racismo

 

O clipe da música "Funk Índio" foi retirado do ar em agosto de 2021 após denúncias de racismo contra indígenas.A letra da canção continha estereótipos como "mim quer" e "mim vai tomar".

No videoclipe, pessoas brancas e negras apareciam com o rosto pintado e usando adereços como cocar, tanga e adereços indígenas não brasileiros. site UOL

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!